Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A viagem!!

por Alice, em 19.02.09

- Ssshhhiiiuuuuu!!!!! Não faças barulho! Sabes que até às 2h não é seguro, pode aparecer alguém!!!
 
- Eu sei Leonel. O susto que pregamos a semana passada àqueles dois, foi tão divertido eheheh!!!
 
- Divertido nada, isso só alimenta boatos. Não me apetece nada ter excursões aqui a altas horas da noite. Já me basta os dias que passo fechado. Tenho saudades do sol quentinho e só lhe sinto o calor lá em baixo. Já não sei o que é a luz do dia...
 
- Deixa-te de lamentações, a tua vida agora é isto. Anda, vamos chamar a Ana, ela sabe sempre das últimas novidades.
 
- Vamos mas sem barulho, nunca se sabe o que podemos encontrar na escuridão.
 
(Leonel e Ana deslizam suave e silenciosamente na relva verde, fresca e humedecida pelo orvalho)
 
- Ana!!! - sussurra Carolina. - Aaaana!!!
 
 
(Dos três amigos, Ana era a mais velha e a que lá estava há mais tempo)
 
-Bem, tu hoje estás linda. Noutra circunstância diria que tens um encontro com alguém....
 
-Obrigada Leonel, a verdade é que tenho. Sabes que aqui ao pé da capela oiço tudo e o nosso querido António estava a conversar com a Zulmira, aquela que vem todos os dias visitar o antipático do Luís, sabes? E amanhã vamos ter companhia nova.
 
-Quem é? Quem é? Conhecemos? - pergunta Carolina entusiasmada.
 
-É o meu Zé! Ao fim de 15 anos vem juntar-se a mim para toda a eternidade. Ai as saudades que sinto dele!!!!
 
- Estou muito feliz por ti, muito mesmo - diz Leonel. O que é preciso é companhia nova Eheheh!!! A minha passagem na terra foi tão breve que à excepção dos meus pais e irmãos não tenho ninguém que deseje ter aqui ao pé de mim, mas para eles ainda é cedo. Os meus irmãos são umas crianças ainda, demasiado pequenos para ficarem sozinhos... Vou chamar o João, quero assombrar o nosso António, ele anda a esquecer-se de mim. A minha relva não é aparada e a minha lápide limpa já não sei há quanto tempo, aquilo está que mete nojo!!!!
 
- Ok, vai lá e divirtam-se. Vou ficar com a Ana, tratar-te do cabelo, tirar-te essas  larvas e pôr-te linda para o teu Zé.
 
Leonel afasta-se em direção à lápide do João porque esta noite vão fazer das deles. Ana e Carolina ficam a conversar sob o luar ameno e pratedado. Aos primeiros raios de sol, todos terão que voltar às suas campas com a promessa de se juntarem na noite seguinte para a festa de boas vindas ao Zé.
 
(Texto fabricado por Alice para a Fábrica de História).

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D