Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



L'amour!!

por Alice, em 14.09.10

O amor. Confesso que este é um tema que dá prazer falar e escrever. Gosto de me apaixonar, de andar com a cabeça no ar, de sentir butterflies na barriga sempre que se aproxima a hora de estar com a pessoa em questão.

 

Pertenço àquela geração de mulheres que está na casa dos trinta, (mas a quem não dão mais que 27/28, felizmente a genética foi minha amiga, deu-me um corpo esguio e delgado, pois, nem tudo nem tudo pode correr mal!!!), que já teve a sua quota de relações sérias e longas, (tirando dois amores de Verão, e no mesmo Verão), mas que por motivos alargados, a certa altura tudo acaba.

Acabei eu com um, o único,  porque tinha mau hálito, não havia condições para dar beijos apaixonados, porque era desconfiado, porque era ciumento, e porque só estando eu com ele ao fim-de-semana, visto ele trabalhar lá longe, onde tudo é já ali, as crises de auto-estima e de ciumeira do rapaz pioravam consideravelmente. Todos os outros acabaram comigo.

 

Ora, estando eu agora em fase de luto, questiono-me se será efectivamente defeito meu, ou se será praga que me rogaram. (Não me esqueço que o meu primeiro amor, o amor teenager, me disse um dia, no meio de uma conversa: "Alice, quem que seja quando formos velhinhos, vais ver que vamos acabar juntos").

 

Devo dizer que isto deita a moral de uma mulher abaixo. Mas afinal o que é que eles querem? Se somos boas, devíamos ser umas cabras; se somos cabras, devíamos ser boas. Se somos submissas devíamos ser emancipadas, se somos emancipadas devíamos ser mais submissas; se somos água, devíamos ser vinho, se somos vinho, devíamos ser... já perceberam...

 

Diz uma amiga minha, para não me preocupar porque há sempre um testo para uma panela. Eu pergunto-me se o meu testo andará realmente por aí. Não sonho casar, mas sonho ter um companheiro para a vida, estar em permanente estado de paixão, dormir e acordar com  aquela pessoa ao meu lado.

 

Confesso que tenho uma tendência natural para me subjugar um bocadinho à vontade deles, não perco o contacto com amigos, mas deixo-os um bocadinho de lado para estar com eles (namorados). Na minha cabeça é compreensível, a vontade de estar é mais que muita, quero aproveitar todos os momentos, se calhar inconscientemente  já sei que passado algum tempo acaba e vai de aproveitar enquanto posso.

Este último foi/ está a ser ainda mais doloroso, permitiu-me ter das experiências mais enriquecedoras que tive até hoje. Pela primeira vez saí da casa da mãe para partilhar o mesmo tecto com ele. Até que um dia o homem lembra-se  e acaba, os motivos não vale a pena enumerá-los, foram muitos. Era um workaholic, o tempo para mim começou a escassear.

 

Haverá realmente um testo para cada panela, como diz a minha amiga? Ou terei eu que começar a mentalizar-me que se calhar vou ser daquelas mulheres que ficam sozinhas e solteiras até que o coração deixe de bater?

Assusta-me muito a solidão. Não era capaz de viver sozinha. Preciso dos meus momentos de solidão mas nessas alturas vou dar uma volta, ou aproveito o fim-de-semana em que uma delas deixa o apartamento vago e ocupo-o, ou fecho a porta do meu quarto à chave. Gosto de estar sozinha, mas saber que no quarto ao lado tenho gente. Admiro quem o consiga. A mim, sobra-me tempo, não tenho como o ocupar, mesmo fazendo tudo o faço quando estou sozinha com a porta fechada à chave..

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De Alice a 09.10.2010 às 11:08

Olá Ello , não estou preocupada, estou resignada, mas feliz na mesma. E tal como você, também me considero sortuda, haja saúde não é?  Entretanto, como você bem diz, ele há-de aparecer e como vai ser quando menos esperar vai saber ainda melhor. Saúde para nós e para os nossos. Volte sempre :) 

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D