Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Não gosto de cenas. Detesto cenas. Abomino cenas. Os problemas são para serem resolvidos dentro de casa e não na rua ou em família à frente de toda a gente. Aquele tipo de conversa "tu não me ajudas, não fazes nada" à frente de outras pessoas, acho completamente de mau gosto. Ninguém precisa de saber o que cada um faz ou deixa de fazer. A respeito disto, há uns anos atrás, um casal amigo debatia-se com este problema, ele chegava do trabalho e sentava-se a ver televisão. A mulher chegava do trabalho e ia tratar do jantar, fazer as camas, aspirar, enfim ia tratar das lides domésticas e ele mantinha-se a ver televisão. Um dia, ela já farta de lhe pedir para a ajudar, sem resultado, deixou de tratar da casa, deixou de aspirar, limpar o pó, limpar as casas de banho... Andou assim umas três semanas, ela confidencializou-me que já tinha nojo de ir à casa de banho, até que ele, também já farto da badalhoquice, por iniciativa um dia começou a limpar a imundice e a partir daí nunca deixou de a ajudar.

Para grandes males, grandes soluções...

 

E isto a propósito de cenas em público... Ontem ferveu-se-me o sangue e fiz uma cena desnecessária à frente de outras pessoas, era só  meu cunhado mas era também escusado. Mas a culpa é dele (yeap yeap yeap a culpa é sempre deles). Não me ouve... Pedi-lhe para me vir ajudar a encher os pneus porque nunca sei qual é a quantidade de ar que se tem que meter para lá e precisava de meter gasolina porque estava mesmo no casco. Tenho uma bomba de gasolina a 100 metros da casa da minha mãe. Era rápido!!! Ele insistia em fazer cerca de 20 km para meter gasolina e encher os pneus nas bombas perto da nossa casa... Expliquei segunda vez que não tinha gasolina para chegar a casa e que a bomba era já ali e aproveitava e enchia os pneus. Voltou a dizer-me para fazer 20 km e meter gasolina e encher os pneus  nas outras bombas. Voltei a explicar e ele voltou e responder da mesma forma. Já estava a pensar "queres ver que eu agora falo aramaico e ninguém me entende" voltei a explicar e ele voltou a responder a mesma merda... Já sem paciência e com meia dúzia de caralhos e fodasses pelo meio e o volume da goela audivelmente aumentado e com direito a murros no varão da varanda, expliquei pela quinta vez que não tinha gasolina para chegar a casa e que uma vez nas bombas fazia tudo, a gasolina e os pneus. Desta vez percebeu mas vieram à porta a minha irmã e mãe, que é sempre pelo lado dos meus namorados, vá-se lá saber porquê e deram-me na cabeça porque isso não são modos de falar para ele...

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Cloudy a 02.04.2010 às 00:12


Se não são modos eu também ando muito mal educada! Também já tentei a questão de ficar indefinidamente sem mexer uma palha em casa. Alguma coisa resultou, mas tenho que me esforçar mais! Não falamos aramaico (será que eles sabem que lingua é essa?) mas os neurónios deles por vezes falham nas sinapses e não há descodificação de mensagem... enfim, como te percebo!
Imagem de perfil

De Alice a 02.04.2010 às 10:25

 a maior parte das vezes nem ligo, mas há dias em que tenho que passar a mesma mensagem umas 3 vezes, no mínimo, para me fazer entender... E mesmo assim...
Beijocas e boa Páscoa.
Imagem de perfil

De Ania a 28.06.2010 às 10:25

chill woman...
Come uma bolachinha :p

(comentarios feitos à pressa e com falta de descanso sao parvos)
Imagem de perfil

De Ania a 15.04.2010 às 16:27

eu cá gosto de cenas
Sem imagem de perfil

De Lynce a 08.07.2010 às 10:36

Como é que eu não tinha dado conta deste blogue...apesar de te ter adicionado, peço desculpas por não ter aqui vindo há mais tempo.
Adorei os teus post`s e prometo ser presença assidua mas só depois das férias, ou seja em Agosto.
Relativamente ao teu post, concordo com o conteúdo, embora o homem não o assuma, existe ainda muito machismo dentro dele.

Adenda:
É só para te dizer que, aqui em casa, no que toca a limpezas e arrumações, quem veste normalmente as saias sou eu.    
:)))

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D